terça-feira, 17 de março de 2009

Viagem


Viagem

Preparo-me para Manaus
em breve naquela sala
Aeronave não, ave
mergulho no passado.
Certas ruas, certas casas
Calçadas
pisadas pelos meus mortos.

Mas o rio Negro passa,
em silêncio ameaçador.
Me ameaça com sua mordaça.

(Rogel Samuel)

6 comentários:

Jefferson Bessa disse...

Amigo, linda sala! Parabéns! Virei sempre aqui. O voo ao passado com um gesto de mergulho que adentra o Rio Negro em silêncio.

Um abraço!
Jefferson.

ROGEL SAMUEL disse...

Obrigado, amigo de sempre, vc sempre lê o que escrevo, como eu sempre leio os seus poemas. aqui publicarei os meu poucos poemas...

mariah disse...

este poema
de uma profundidade imensa
o passado incensa...

Belo e intenso!

ROGEL SAMUEL disse...

Obrigado, Amiga, vindo de você as palavras são de ouro puro, estou comovido com sua leitura.

mariah disse...

Amigo, recebi os seus 120 poemas . "escreviveu " poemas admiráveis!
Gratíssima.

Irei , se me permitir, colocando alguns em " o pó da escrita"...
E... sinto-me " eleita", como diz em seu poema 2.
"QUE ESTES VERSOS SEJAM POUCO
LIDOS
por pouca porção de seres

Leitor eleito"

Lembra-se dele?

ROGEL SAMUEL disse...

Obrigado mais uma vez, Amiga eleita e querida, pela leitura dos 120 POEMAS. Por vc vou disponibiliza-los aqui.